Voltar à janela anterior
Legislatura de 1901/1904

Vereadores:

Cel. Rafael da Silva Araújo (Presidente)
Silvestre José Ribeiro (Vice-Presidente)
Jose Calazans
(Obs.: Faltam dados dos outros vereadores que compunham essa Câmara Municipal.)


Esta legislatura tem início em 1901 e vai até 1904, e foi marcada por inúmeros distúrbios políticos. Aliás, devido às graves perturbações, o avanço político, econômico e social era bastante precário. Marcam este período a construção de uma estrada que iria passar por São Domingos do Prata chegando até Itabira. Foi feita com recursos de particulares, notadamente do Coronel Santos Mestre, como também, de recursos públicos, da Câmara de Caratinga e da cidade de São Domingos do Prata. Nessa época também foi inaugurada uma barca para escoamento de mercadorias pelo Rio Doce.

O escoamento de mercadorias era mesmo um problema grave para os munícipes daquele tempo. Um trecho de um jornal da época, citado por Lázaro do Val mostra essa realidade:

O milho, em certos pontos do município, querendo vender-se a $200 o alqueire, não haverá comprador, com o feijão acontece o mesmo, nem há preço para este produto, e exportando-o para qualquer ponto da estrada de ferro o produto da venda não cobre a despesa do transporte que é feito a lombo de burros ou carro de bois, levando tanto tempo daqui a Santa Luzia, como o que se gasta do rio de Janeiro a Londres. (VAL, s/d, p. 78)

O DOMINIO DOS CARANGUEJOS

Em 1899 é empossada uma nova Câmara Municipal presidida pelo Coronel Antônio da Silva Araújo, sendo esta a primeira virada eleitoral, Com a vitoria da oposição em Caratinga. Lázaro do Val aponta as principais realizações desta edilidade:
“ Pagamento de dívidas da Legislatura anterior na importância de 12.00$000; abertura de uma estrada no Barro Branco, no entorno da atual Praça Calógeras, alargando os limites da cidade; foi também permitido que se criassem cabras de leite soltas, desde que fossem para o sustento de crianças e doentes”.
Raphael da Silva Araújo sucedeu ao coronel Antônio da Silva Araújo, mantendo O domínio Político do grupo denominado de “Caranguejos”.