Voltar à janela anterior
Legislatura de 1892/1894

Vereadores:

Symphrônio Fernandes (Presidente)
Agnelo Carlos Quintela
Joaquim José dos Santos Mestre
José da Costa Ferraz
Manuel Ribeiro Viana A. Coutinho
José Joaquim da Siqueira Porto
Américo Augusto Fernandes Leão
José Monteiro de Abreu Silva

A primeira Câmara foi empossada no dia 07 de março de 1892, permanecendo até 1894. Esta Câmara se notabilizou pela criação de um Mercado Municipal de Emergência, em virtude da grave crise em que atravessava todo o país. Além disso, esta legislatura teve seus trabalhos prejudicados por uma grande inundação que ocorreu em nossa cidade, sendo uma das primeiras cheias de que se tem notícia. Ela estragou as colheitas e fez os preços dos alimentos subirem ainda mais. Por causa dessa situação a Câmara Municipal decretou também um tabelamento de gêneros alimentícios, a fim de reduzir os efeitos da crise. Um importante feito do período foi a elaboração de nosso “Código de Posturas Municipais”, que era uma exigência estadual e que foi, sem dúvida, a primeira tentativa de nossa organização político-econômica e administrativa da cidade.

Importante dado histórico foi a fundação do primeiro jornal de nossa cidade, chamado “O Caratinga”, em 1893. Esse jornal era feito sob os auspícios da Câmara Municipal de Caratinga.

< ________ 1ª Secção O Vice Governador do Estado, autorizado pelo § Iº. do art. 6 do Decreto Nº 4824 de 22 de novembro de 1871, nomeia o cidadão Raphael da Silva Araújo para suplente do Juiz Municipal do termo de S. João do Caratinga no 3º distrito especial, afim de servir no quatrienio de 1888 a 1892; pelo que lhe é conferido o presente título para em vista delle prestar o devido juramento.
Palácio do Governo do Estado de Minas Gerais, Ouro Preto, 12
De Fevereiro de 1890.
(a) João Pinheiro da Silva
servindo de Secretario
(a) P. Queiroga

Acto de 11 de Fevereiro de 1890

Nº. 480 Rs. 2 $00. 5 0/0 $ 100. Pagou dois mil e cem reis (2$100) de sello.
Ouro Preto, 13 de Fevereiro de 1890

(a.) Horta (a.) Sra. Pinto.

Registrado a folha 3² v. do livro competente. Pagou quinze mil reis (15$000) de emolumentos, conforme o talão Nº 54, de hoje datado. Secretaria de Governo, 13 de Fevereiro de 1890.

(a.) H. Cintra >